domingo, 4 de outubro de 2009

Cantar Lisboa

http://

Que outra cidade, levantada sobre o mar

A beira-rio acabou por se elevar

Entre dois braços de água

Um de sal outro de nada

Água doce água salgada

Aguas que abraçam Lisboa

É em Lisboa que o Tejo chega ao mar

É em Lisboa que o mar azul recebe o rio

É essa brisa que no faz

Promessas de viagem

Brisa fresca que reclama

Nas nossas almas ausentes

Saudade, cidade

Do sal do mar

Moro em Lisboa

E entrei, pequei

Saudade, cidade

Do sal do mar

Moro em Lisboa

E entrei, peguei

Moro em Lisboa

Entrei, pequei...

3 comentários:

MJ disse...

Lindo de se ouvir.

Martinha disse...

Lindo de se cantar também.
É só acompanhar com a letra.
Boas cantorias!!!

Austeriana disse...

:)))