sábado, 8 de agosto de 2009

O meu bairro está de luto: Morreu Raul Solnado!


Parodiou a guerra como ninguém. Fez-nos rir com o que nos dominava e oprimia.
Será que foi o primeiro passo para a mudança?

YouTube - Raul Solnado - a guerra de 1908


5 comentários:

Austeriana disse...

Singularidade e talento. Uma pessoa insubstituível.

manuel afonso disse...

As diferentes gerações que tiveram o privilégio de o ouvir e ver não mais o esquecerão. A sua grandiosidade leva-nos a concluir que antes dele nada havia e, depois dele, apenas aquilo que ele formou.

Manel disse...

O desafio da Martinha lembra-me outros homens do nosso contemporâneo, não tão subreptícios como Raul. Ele trabalhava a dois passos da sede da Pide e ainda assim nos seus textos para rir nos chamava a atenção para as injustiças/realidade social. Ele fez-nos rir da guerra exorcizando-a.
Participei nela ... lá longe onde o sol castiga mais...

Martinha disse...

Manuel Afonso, ainda bem que ele formou! Assim podemos ter ainda esperança do surgimento de novos valores/ actores nesta área. Precisamos tanto de rir e de ser felizes! Beijinhos.

Martinha disse...

Manel, concordo contigo. Num tempo em que estávamos deprimidos com as mortes que a guerra originava no nosso meio ele brincou com o tema desbloqueando essa angústia colectiva.